O que são Dados Estruturados? Porque você deveria implementar eles?

Indice de Conteudos

Sejam bem vindos ao Guia Definitivo de Dados Estruturados, sinta-se em casa, pegue uma cerveja gelada na geladeira e preste muita atenção neste guia.

Os Motores de Busca deixaram muito claro a intenção de que cada vez mais os resultados de uma pesquisa vão conter Rich Results (resultados ricos).

Esse assunto ainda esta sendo muito discutindo no mercado de SEO, quanto aos resultados ricos estarem “roubando trafego e cliques” de websites, verdade ou não, é inegável que a cada x meses surge uma nova caixa na galeria de pesquisa do Google.

O Google esta cada vez melhor em entender o contexto geral do conteúdo de um website, porem quando abordamos pontos específicos, normalmente os pontos mais importantes para o buscador, os rastreadores precisam de uma ajuda extra, e é aqui que entram os Dados Estruturados.

O que são Dados Estruturados?

Primeiramente, Dados Estruturados é um termo geral que faz referência a quaisquer dados organizados seguindo um formato pre-definido.

Não é apenas uma coisa de SEO: bancos de dados relacionais, um núcleo fundamental de toda a computação, dependem de dados estruturados.

Quando um website quer que uma peça de conteúdo represente uma coisa específica, como, por exemplo: uma pagina de eventos, uma vaga de emprego, uma pagina de perfil, o código desse conteúdo precisa ter uma marcação correta.

Ao adicionar Dados Estruturados, um site converte o HTML de uma confusão de conteúdo não estruturado em algo de fácil entendimento para os crawlers (rastreadores) dos buscadores.

O Google, em sua página para desenvolvedores, define:

Os dados estruturados são um formato padronizado para fornecer informações sobre uma página e classificar o conteúdo dela.

Por exemplo, em uma página de receitas, podemos ter os seguintes dados estruturados:

  • ingredientes;
  • tempo de preparo;
  • temperatura de cozimento;
  • calorias;
  • e assim por diante…

Qual a diferença entre dados estruturados e dados não estruturados?

Agora que você já sabe o que é um dado estruturado, vamos às diferenças:

Os dados estruturados são aqueles organizados e representados com uma estrutura rígida, a qual foi previamente planejada para armazená-los, por exemplo, um banco de dados, que é a representação mais típica e comum de dados estruturados.

Por outro lado, temos os dados não-estruturados, que possuem uma estrutura totalmente inversa dos dados estruturados, sendo flexíveis e dinâmicos ou, até mesmo, sem qualquer estrutura.

Além dos dados estruturados e não-estruturados, existe um terceiro, que seria a combinação das duas estruturas, os dados semiestruturados, ou seja, não possuem estrutura totalmente rígida nem estrutura totalmente flexível, sendo uma representação heterogênea.

Porque utilizar dados estruturados em seu website, e-commerce ou blog?

Apesar de não serem um fator de ranqueamento direto, os dados estruturados podem ajudar o SEO de um projeto web, ao estabelecer e solidificar o relacionamento entre entidades, principalmente entre os vários locais que são citados/mencionados online.

O Google usa os dados estruturados que encontra na Web para entender o conteúdo da página, bem como para coletar informações sobre a Web e o mundo em geral.

Alguns dos benefícios que podemos encontrar, são:

  • Maior relevância para o seu conteúdo;
  • Experiencia Mobile Aprimorada;
  • Aumento de CTR (taxa de cliques);
  • Reduzir ambiguidade entre entidades;
  • Criar novas conexões que o Google não teria feito em seu Painel de Conhecimento (knowledge graph) de outra forma.

Formato de dados estruturados

Existem hoje (9 de setembro de 2020) diversos formatos de dados estruturados, você pode conferir a maior base colaborativa deles através do websites: schema.org.

Os formatos suportados pelo Google, são:

JSON-LD* (recomendado)É uma notação JavaScript incorporada em uma tag <script> no cabeçalho ou no corpo da página. A marcação não é intercalada com texto visível para o usuário, o que facilita a expressão de itens de dados aninhados, como o Country de um PostalAddress de um MusicVenue de um Event. Além disso, o Google pode ler dados JSON-LD quando eles são injetados dinamicamente no conteúdo da página, como por código JavaScript ou widgets incorporados no seu sistema de gerenciamento de conteúdo.
MicrodadosÉ uma especificação HTML de comunidade aberta usada para aninhar dados estruturados no conteúdo HTML. Assim como o RDFa, esse formato usa atributos de tag HTML para nomear as propriedades que você quer expor como dados estruturados. Normalmente, é usado no corpo da página, mas pode ser usado no cabeçalho.
RDFaÉ uma extensão HTML5 compatível com dados vinculados, introduzindo atributos de tags HTML que correspondem ao conteúdo visível ao usuário que você quer descrever para os mecanismos de pesquisa. O RDFa costuma ser usado nas seções de cabeçalho e corpo da página HTML.
Formatos de Dados Estruturados suportados na pesquisa Google

O Google recomenda o uso de JSON-LD para dados estruturados sempre que possível.

Tipos de Dados Estruturados

Através da comunidade colaborativa do Schema.org conseguimos encontrar diversos Schemas (esquemas), que são definidos como um conjunto de tipos, cada um associado com um conjunto de propriedades.

Os tipos são todos organizados através de uma hierarquia:

  • 841 Tipos;
  • 1369 Propriedades;
  • 352 Valores de enumeração.

Você pode encontrar a lista completa dos tipos de esquema no website do Schema.org.

Alguns dos Tipos abrangentes são:

  • Action (ação);
  • CreativeWork (trabalho criativo);
  • Event (evento);
  • Intangible (intangível);
  • MedicalEntity (entrada medica);
  • Organization (organização);
  • Person (pessoa);
  • Place (lugar);
  • Product (produto).

Afinal, o que é o Schema.org?

Schema.org é uma comunidade colaborativa com a missão de criar, manter e promover esquemas para dados estruturados na Internet, atualmente a maior base compartilhada e gratuita da web.

Como Adicionar Dados Estruturados no seu Site

Para adicionar a marcação esquema de maneira correta em seu projeto web, o primeiro passo consiste em ler as diretrizes para dados estruturados do Google.

Uma dica que pode facilitar o processo de implementação é o uso da ferramenta Assistente de Marcação para Dados Estruturados do Google que é voltada para webmasters porem totalmente intuitiva para qualquer usuário.

Schema markup generator

Fazer a marcação de dados nas páginas corretamente requer alguns conhecimentos técnicos. 

Uma dica para usuários menos técnicos e que desejam navegar no universo dos dados estruturados é utilizar um gerador de marcação de dados estruturados.

Algumas ferramentas que geram códigos de marcação esquema:

Plugins WordPress para Dados Estruturados

Hoje existem diversos plugins WordPress que também facilitam o processo de implementação, por exemplo:

  • RankMath;
  • Yoast;
  • Insert Headers and Footers;
  • Schema & Structured Data for WP & AMP;
  • Entre outros.

Como validar se a implementação de Dados Estruturados foi feita corretamente?

Para realizar o teste de validação de dados estruturados basta utilizar a ferramenta The Structured Data Testing Tool, inserir a URL no local indicado ou inserir um pedaço do código.

Clicar em Executar Teste e verificar se existem avisou e/ou erros na implementação. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Quer receber novidades?

Não perca mais dicas e conteúdos gratuitos!